A Polícia de Segurança Pública está a alertar para uma nova onda de ataques de phishing que recorrem ao nome da organização para induzir em erro as vítimas e convencê-las a "sucumbir" aos desígnios dos cibercriminosos.

Desta feita, é enviado um email que informa o destinatário de que foi detetado que este tinha acedido a "sites de conteúdo pornográfico, pedofilia, violência sobre menores, e bestialidade", descreve a PSP.

Como consequência, o internauta foi "condenado a pagar 100 euros", prossegue a falsa mensagem, que fornece depois indicações sobre como proceder ao pagamento, por via eletrónica, do referido montante.

O nome da PSP é associado ao email por via de uma barra identificadora e do logótipo da polícia, que são usados para ganhar a confiança de quem recebe o email, com o objetivo de levar os menos informados a pensar que se trata de uma comunicação legítima das autoridades.

A polícia alerta para "a necessidade de proceder à imediata eliminação" do email, "sem proceder à sua abertura", pois trata-se de uma "tentativa de burla informática", lê-se numa comunicação oficial da PSP, onde é fornecida a captura de imagem da mensagem que reproduzimos abaixo.

[caption]alerta PSP[/caption]

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.