As condições que permitem o registo de um site no domínio de topo para Portugal foram alteradas e trazem mudanças em alguns dos oito capítulos que compõem o documento, refletindo as sugestões recebidas pelo .PT durante o período de consulta pública, que decorreu entre os dias 22 de maio e 5 de junho de 2020.

Entre as alterações no capítulo das condições gerais e específicas para o registo de domínios .pt, nomeadamente quanto à composição de nomes de domínio, passa a ser apenas possível o registo sob os classificadores .pt, .com.pt e .gov.pt, desaparecendo o .edu.pt e o.org.pt

Foi também eliminada a proibição de registo de nomes contrários à ordem pública e aos bons costumes; a proibição de registo de nomes coincidentes com TLDs; e a proibição de registo de nomes de domínio que induzam em erro ou confusão sobre a sua titularidade.

Por sua vez, passa a ser proibido foi introduzida a proibição de registo de nomes coincidentes com denominações de origem e indicações de geográficas protegidas nos termos da lei e a proibição específica de registo de nomes “que correspondam à reprodução de uma marca, nome ou designação de conhecimento amplo e generalizado que consubstancie uma apropriação abusiva e com má fé de um direito ou interesse de terceiro legalmente protegido”.

Registo de domínios em .pt acelera em período de pandemia. Adesão tem oferta de selo Confio.pt
Registo de domínios em .pt acelera em período de pandemia. Adesão tem oferta de selo Confio.pt
Ver artigo

No capítulo das condições gerais e específicas relativas aos nomes foi ainda aditado o critério dos nomes de domínio corresponderem, de forma "manifesta", a linguagem obscena.

Com as novas regras, a monitorização dos nomes de domínio registados e de remoção imediata dos domínios correspondentes a nomes proibidos será mantida. De acordo com o .PT, o mecanismo de análise da conformidade, que terá de ser conduzido no prazo máximo de 10 dias a contar data de registo, permitirá a remoção de um domínio cujo registo seja inadmissível perante as regras definidas, tendo a entidade de apresentar uma exposição completa dos fundamentos que conduziram à decisão de remoção.

O .PT refere ainda manterá ainda bloqueada para registo uma lista dinâmica de nomes de domínio que contrariem o disposto nas regras.

O conjunto de novas condições para o registo de sites em .pt prevê ainda que o registo de nomes de domínio de dois carateres passe a ter o mesmo preço, termos e condições que vigoram para o registo dos restantes nomes.

Com a entrada em vigor das novas regras, o .PT avisa que os registos vão indisponíveis entre as 00h00 e as 09h00 do dia 2 de fevereiro.

As novas regras entram em vigor após mais um momento de crescimento do número de sites terminados em .pt. Ao longo do último ano foi atingido o valor recorde de 96.715 novos registos em .pt, mais 18.020 do que em 2019, o que representa uma subida de 22,9%.

Segundo a entidade responsável pela gestão do domínio de topo português, no primeiro semestre de 2020 contabilizaram-se quase 50 mil novos registos diretos em .pt, mais 10.423 do que no período homólogo, o que corresponde a um aumento de 26,35%. O mês de abril foi o que apresentou o maior crescimento face ao ano anterior – 67% -, bem como o maior número de novos domínios.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.