A RIAA vai avançar com 405 novos processos que resultam de uma investigação junto de redes escolares americanas que utilizam Internet2, um protocolo usado em circuitos académicos fechados. Em comunicado, a Associação da Indústria Discográfica da América adianta que a investigação lhe permitiu analisar pelo menos 1,5 milhões de ficheiros de música ilegais, nas redes de 18 escolas servidas pela rede.



Em comunicado, a associação justifica a acção com o crescimento do fenómeno de troca ilegal de ficheiros de música nesta rede de alta velocidade, desenvolvida para pesquisa académica. A RIAA garante que os utilizadores da rede recorrem a uma aplicação conhecida como i2hub para proceder à troca de ficheiros de forma ilegal e em larga escala.



"Esta nova geração de Internet é uma extraordinária ferramenta para a investigação ou outras formas de uso legal. Contudo, não podemos deixar que se transforme numa zona de impunidade onde as regras normais não se aplicam", justifica Cary Sherman, presidente da RIAA.



O comunicado acrescenta que a associação está a investigar outras 140 escolas em 41 estados que supostamente estarão a fazer uso ilegal da aplicação de partilha de ficheiros.



Notícias Relacionadas:

2005-04-13 - Indústria discográfica avança com 963 novos processos judiciais em 11 países

2004-05-26 - Novos casos elevam para perto de 3 mil o número de alegados swappers acusados pela RIAA

2004-04-29 - Indústria discográfica inicia 477 novos processos contra alegados infractores

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.