Apesar do número crescente de mensagens de correio electrónico não solicitadas, normalmente publicidade e venda de produtos, os norte americanos já não se incomodam tanto com o spam como há dois anos atrás. A conclusão é de mais uma análise da Pew Internet & American Life Project que inquiriu 2 mil internautas para perceber a evolução da sua reacção face aquele que foi chamado o “flagelo” do email.

Ao contrário do que era especulado por alguns analistas, o crescimento do spam não parece ter impedido os utilizadores de continuarem a usar de forma crescente o email como ferramenta de comunicação, diz a responsável pelo estudo. No entanto, Deborah Fallows admite que este fenómeno degradou a confiança dos utilizadores no correio electrónico, com 55 por cento dos inquiridos a afirmar ter perdido segurança em relação ao email por causa do lixo electrónico.

De acordo com os dados do estudo, 88 por cento dos utilizadores de email têm contas de correio pessoal e 49 por cento têm caixas de correio profissionais. O relatório mostra ainda que 37 por cento dos inquiridos admitiu que recebia agora mais spam do que há dois anos atrás na sua caixa de correio e 29 por cento reconhecia a mesma tendência no email profissional.

Porém, o inquérito apurou também que esta deixou de ser uma grande preocupação para a maioria dos internautas. O hábito de ver a caixa de correio inundada de “lixo electrónico” - e passar alguns minutos a apagar as mensagens que não interessam – soma-se à crescente sofisticação das ferramentas de limpeza de spam para tornar este trabalho mais fácil.

A Pew Internet revela que actualmente 71 por cento dos utilizadores de Internet usam algum tipo de filtro na caixa de correio para eliminar o spam, ferramenta normalmente fornecida pelos fornecedores do serviço de correio electrónico.

Os utilizadores sentem-se também menos expostos a mensagens pornográficas do que há dois anos atrás – quando um inquérito semelhante foi realizado pela Pew, Este era considerado o tipo de spam mais ofensivo e incómodo e a sua redução contribui também para um menor sentimento de incómodo com este fenómeno.

Notícias Relacionadas:
2005-04-12 - Americanos mais tolerantes com o spam

2003-10-28 - Spam afasta cibernautas do correio electrónico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.