No início de março, a SpaceX de Elon Musk enviou terminais da Starlink à Ucrânia para manter o país conectado com o mundo à medida que a invasão por parte da Rússia continua a não dar tréguas. Agora, a Internet está a ajudar uma das unidades de drones militares ucranianos a fazer face às forças russas.

Como avança o The Times of London, a unidade Aerorozvidka está a operar drones modificados com câmaras térmicas e com mecanismos de lançamento de granadas para detetar e abater veículos militares russos durante a noite. À publicação, o responsável da unidade destacou a importância do sistema de Internet por satélite da SpaceX, que assegura que as equipas possam trabalhar mesmo quando há cortes nas infraestruturas locais de comunicação ou de energia.

Ainda no último fim de semana, a Ucrânia recebeu uma nova remessa de terminais Starlink, como deu a conhecer Mykhailo Fedorov, ministro ucraniano da Transformação Digital, através do Twitter.

Recorde-se que, tendo em conta um alerta deixado por um investigador da Universidade de Toronto, Elon Musk avisou os ucranianos para utilizarem os serviços da Starlink com cautela, por ser o único fornecedor de Internet não-russo disponível em algumas áreas mais afetadas da Ucrânia.

Guerra na Ucrânia na frente digital: engenheiros de redes trabalham para manter o país online
Guerra na Ucrânia na frente digital: engenheiros de redes trabalham para manter o país online
Ver artigo

Numa entrevista ao The Washington Post, Mykhailo Fedorov indicou que a Ucrânia também recebeu antenas de Internet de aliados europeus. A segurança das ligações é uma das preocupações do governo ucraniano, porém, de acordo com ministro ucraniano da Transformação Digital, os hackers russos ainda não conseguiram causar disrupções nesta área, parecendo estar mais concentrados a tentar atacar os websites de pequenas cidades no país.

Apesar da ajuda por parte da empresa de Elon Musk e de aliados europeus, a Rússia continua a apontar baterias às infraestruturas de comunicações da Ucrânia, mas os engenheiros e data centers correm contra o tempo para manter o país conectado com o mundo.

Depois de um "percalço" com uma tempestade geomagnética em fevereiro, a SpaceX continua empenhada em lançar para o Espaço novas remessas de satélites para avançar no desenvolvimento a constelação Starlink. Ainda a 19 de março, a SpaceX enviou com sucesso para o Espaço uma nova remessa de 53 satélites, cujo lançamento poderá ver na galeria que se segue.

Clique nas imagens para mais detalhes 

Nota de redação: A notícia foi atualizada com mais informação. (Última atualização: 17h39)

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.