A Bélgica é a mais recente adição à lista de "descontentes" com o Street View. A justiça daquele país está a investigar o serviço de mapas da Google com o objectivo de apurar se houve ou não violação da vida privada durante o processo de recolha de imagens.

Em causa está novamente o suposto registo inadvertido de dados das redes Wi-Fi não protegidas, como endereços de correio electrónico e outra informação pessoal, enquanto os carros da Google fotografavam as ruas das cidades belgas.

A notícia sobre a nova investigação surge apenas um dia depois de a Agência holandesa para a Protecção de Dados ter ameaçado multar a Google em um milhão de euros, caso a gigante da Internet não apague os dados, alegadamente recolhidos de forma inadvertida, no prazo de três meses.

A Dutch Data Protection Authority assegura que a Google terá guardado os endereços Media Acces Control (MAC) de mais de 3,6 milhões de routers Wi-fi.

Os litígios com a Bélgica e com a Holanda são as mais recentes adições à já extensa lista de queixosos do Street View, onde se incluem vários "episódios" com países como a Alemanha, a França, Itália, Espanha e mesmo Portugal, entre outros.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.