Actualmente, a Internet é um dos meios de entretenimento privilegiados pelos mais novos. A possibilidade de fazer novos amigos online cativa os jovens e faz com que eles passem horas em frente ao computador a falar ou a tentar saber mais acerca dos membros de determinada comunidade virtual.



Contudo, é do conhecimento público que as redes sociais, os chats ou os fóruns online escondem alguns perigos. Nos últimos tempos têm sido comuns as notícias que alertam pais e educadores para ameaças que vão desde os ataques de phishing ao cyberbullying ou às investidas de predadores sexuais, que utilizam estas plataformas para se aproximar dos jovens.



Para o deixar mais confiante, fale com os seus filhos e alerte-os para os riscos que implica dar as suas informações pessoais através da Internet a um desconhecido, mesmo que seja num canal onde, em princípio, só falem com amigos ou colegas da escola. Informe-os que por vezes estas plataformas permitem os registos falsos, utilizados por piratas ou pedófilos que navegam na Web.



Advertir os mais novos que na Internet nem sempre se pode ter a certeza de quem está realmente a falar connosco é um passo importante e um indicador da necessidade de impor limites para proteger a privacidade. Não permita que eles dêem o número de telefone ou outro dado que possa comprometer o bem estar da sua família.



É necessário ainda que os pais sigam de perto as relações virtuais dos seus filhos. Saiba com quem eles falam de forma a identificar a tempo qualquer tipo de intimidade ou ameaça de que ele está a ser objecto.



Deverá ainda estabelecer regras quando à utilização que fazem da Internet. Imponha uma hora de acesso e tente saber quem são os amigos dos seus filhos. Caso perceba que há algum jogo de interesse por detrás de uma conversa aconselhe-os a simplesmente não responderem ou a bloquear o contacto.



Por fim, instale um software que permita antecipar as intenções de quem o quer incomodar. Muitos programas contam com uma opção que permite ver as mensagens trocadas online ou as acções efectuadas no computador.



Estes são alguns dos passos que poderá seguir para proteger os seus filhos online. Existem muitas outras medidas a adoptar, nomeadamente no que se refere à navegação online e aos perigos existentes no ciberespaço. Neste sentido, o TeK sugere-lhe a visita ao portal Seguranet. Aqui encontrará algumas dicas para uma navegação segura, que podem ser seguidas por si, pelos professores e pelos mais novos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.