Desta vez não houve mensagens racistas nem insultuosas – embora pareça ter existido um tweet sobre fumar droga à frente da polícia, – mas o sistema de inteligência artificial entrou numa espécie de "ataque de spam" contra si próprio.

De acordo com o que a imprensa internacional está a reportar, Tay começou a disparar tweets para si própria e a responder instantaneamente aos mesmos, provocando um caos repleto de mensagens "You are too fast, please take a rest...”.

O resultado? Em poucos minutos voltou a ser “desligada”, ou mais precisamente, a conta do Twitter passou de pública a privada. Não se percebe se o regresso foi planeado e fez parte de algum teste ou se o chat bot voltou a ficar “descontrolado”.

A conta @TayandYou começou a funcionar na semana passada e encantoiu vários milhares de internautas que ao longo das primeiras horas foram interagindo com ela. Um dos aspetos em destaque na Tay era o facto de poder aprender com as conversas que travava com os utilizadores, e parece ter sido isso mesmo que a levou a um “colapso”.

É que a dada altura a experiência com toda a comunidade do Twitter foi de tal forma intensa e enviesada que Tay começou a publicar mensagens com conteúdos racistas e ofensivos. A Microsoft reagiu e decidiu desligar o robot de conversação, para alguns ajustes, sublinhando o caráter de projeto da experiência.

Depois do regresso atribulado, assume-se que os ajustes vão continuar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.