Tendo em conta o receio dos consumidores de serem enganados ao responderem a emails comerciais, a TRUSTe, uma organização não lucrativa conhecida pelo seu esquema de protecção de privacidade nos sites da Web, juntou-se ao ePrivacy Group, uma empresa que desenvolve tecnologias nesta área, com vista a lançarem um programa de certificação de emails.



Designada de Trusted Sender, esta iniciativa foi apresentada no dia 31 de Janeiro na 2ª Cimeira Anual de Privacidade e Segurança, que decorreu em Washington. A Microsoft e a DoubleClick - empresa de revenda de espaços publicitários em sites - são algumas das companhias que concordaram em testar a versão beta do programa.



Nesse grupo, inserem-se ainda a Bigfoot Interactive, a RappCollins Innovyx, E-Dialog, ClickAction, Enterprise Marketing Solutions e a Virtumundo. No comunicado divulgado pelas duas entidades, refere-se que este programa resultou da colaboração com defensores dos direitos dos consumidores e privacidade, dirigentes empresariais, associações de marketing directo e responsáveis políticos. Entre os apoiantes iniciais da iniciativa, contam-se a International Association of Privacy Officers e a Association Of Interactive Marketing.



Desse esforço colectivo resultou "um consenso sobre as melhores práticas e princípios para dar voz aos consumidores de forma a identificarem rapidamente os remetentes responsáveis de email comercial. O Trusted Sender permite assim que os consumidores separem imediatamente as mensagens de email legítimas daquelas enviadas por companhias ou indivíduos que podem não respeitar a sua privacidade.



Para além disso, o controlo independente por parte da TRUSTe garante que as preferências do consumidor e os pedidos de suspensão de subscrição serão respeitados e que os utilizadores dispôem de um mecanismo de resolução de disputas para o email.



Cada mensagem enviada por uma empresa certificada pelo Trusted Sender irá exibir um selo único no canto superior direito do email, pelo qual os consumidores poderão verificar que a mensagem é legítima - enviada por um empresa que cumpre os princípios do programa baseados na prática de divulgação de informação honesta e nas melhores práticas de email - e genuína - o título do email reflecte de forma fiel o conteúdo da mensagem.



Por outro lado, ao receberem mensagens certificadas, os consumidores podem expor problemas relacionados com a sua privacidade no programa de resolução de disputas da TRUSTe. Do mesmo modo, o email contém informação que permite que o receptor exija não receber mais mensagens daquele emissor.



Segundo o comunicado, o novo programa beneficia ainda os emissores de email comercial, ao oferecer maiores níveis de resposta às mensagens, disponibilizando também aos fornecedores de acesso à Internet um método para controlar o volume enorme de email comercial irresponsável que inunda os seus servidores.



No âmbito desta iniciativa, o ePrivacy Group vai fornecer a tecnologia Postiva Trust Stamp que permite a verificação em tempo real da autenticação e legitimidade de uma mensagem de email. Por seu lado, a TRUSTe vai controlar a certificação das empresas licenciadas e monitorizar o comportamento das companhias de forma a averiguar se elas cumprem os princípios do programa.



Notícias Relacionadas:

2001-10-03 - FTC vai dedicar mais funcionários à defesa da privacidade na Internet

2001-06-19 - TRUSTe cria símbolos para representar políticas de privacidade de sites

2001-03-02 - SEC ataca fraudes de acções na Internet

2000-06-06 - Americano preso por forjar emails

2000-05-03 - Spam motiva processo criminal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.