Pontos diferentes de animação, para entusiastas de várias idades e interesses, deram ontem mais cor e movimento ao espaço principal de exposição do Pavilhão do Conhecimento, onde decorreu a iniciativa "Internet.pt - Um dia com a Internet", sob o patrocínio do Ministério da Ciência e da Tecnologia e a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.



No atelier dos jogos online era de competição e lazer que se tratava, com os intervenientes a defrontarem-se nos espaços do Quake 3, StarCraft, Broodwar e Wolfenstein em autênticas guerras de vida e morte, sendo atribuídos aos vencedores vários prémios, entre os quais entradas gratuitas para o Campus Party 2002, que decorre em Guimarães de 31 de Julho a 4 de Agosto. Do outro lado do corredor as histórias eram mais simples com a autora de livros infantis Margarida Fonseca Santos a ajudar as crianças das escolas a tornarem-se "EscreBITores" no espaço da uARTE, onde também se privilegiou a videoconferência com diversas escolas do país.



Com sons mais organizados, a "Internet & Música" lançava um desafio a todos os que quisessem ver e "Ouver" o que se pode criar com um computador e as possibilidades garantidas pela interactividade online. Num atelier ao lado, a Unidade ACESSO - Cidadãos com necessidades especiais na Sociedade de Informação mostrava o que a Internet pode fazer nesta área, e projectos novos como o MECBraille - Marco Electrónico de Correio Braille (veja Notícias Relacionadas).




Na área da informação mais institucional contava-se com ateliers da Fundação para a Computação Científica Nacional / Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade (FCCN/RCTS), a Agência de Inovação com a Inovação.net, um atelier de Administração pública em linha, o Observatório das Ciências e das Tecnologias e a Comissão Interministerial para a Sociedade de Informação com Indicadores de evolução da Sociedade de Informação em Portugal e o Programa Operacional Sociedade de Informação (POSI) a mostrar vários dos projectos em desenvolvimento. Em simultâneo decorreram no auditório durante toda a tarde várias apresentações com temas relacionados com as mostras dos ateliers e espaço para debate.




Em jeito de balanço, não contabilístico, o Ministro Mariano Gago admitiu em declarações ao TeK que esta é porém uma mostra pequena do que se faz no país em termos de desenvolvimento da Sociedade da Informação. O ministro destacou como mais importante aquela que é a parte menos visível do dia e que se concretizou de manhã com a assinatura de diversos protocolos com várias entidades para o apoio do programa Internet nas Escolas, dinamização dos Espaços Internet nas Juntas de Freguesias e o protocolo para a atribuição do Diploma de Competências Básicas no Exército (veja Notícias Relacionadas).




Afirmando que a rede pública de postos de acesso à Internet se vai tornar cada vez mais densa, com as escolas todas ligadas, as Bibliotecas, as Juntas de Freguesia, os Museus e as Associações de natureza social e Institutos de Solidariedade Social praticamente ligadas, Mariano Gago defendeu que esta é uma fórmula indispensável para levar a Internet à população, já que ultrapassa as limitações económicas que os preços de acesso e os números de computadores nos lares podem trazer. Mas ainda há muito trabalho a fazer, completa o ministro da Ciência e da Tecnologia, devendo as fases seguintes apostar em segmentos especiais, dinamizando a ligação e uso da Internet junto de pessoas mais velhas, com menor escolaridade e também os imigrantes como forma de promover a auto-estima e a formação.




Notícias Relacionadas:

2002-02-15 - MCT financia instalação de postos públicos de Internet nas Juntas de Freguesia

2002-02-15 - CANTIC de Vila Real possibilita troca de correspondência postal com invisuais

2001-02-08 - "Um dia com a Internet" abre janela para uso social das TICs

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.