Um relatório do Pew Research Center revela que 35% dos norte-americanos já recorreram à Internet para fazer uma pesquisa sobre sintomas clínicos que os afetavam diretamente ou a uma pessoa conhecida. Destes, quase metade (46%) admitiu que as informações encontradas foram motivo para procurar a opinião de um médico.

Outros 38% consideraram que os sintomas clínicos podiam ser resolvidos em casa, enquanto 11% responderam que já praticaram as duas situações.

Das pessoas que recorreram ao médico após uma pesquisa dos sintomas online, 41% dizem que o diagnóstico do profissional bateu certo com o resultado previamente obtido e outros 2% afirmaram que o diagnóstico do médico foi parcialmente semelhante. Ainda assim, 18% dos inquiridos receberam do especialista clínico uma opinião diferente daquela que tinha sido formada aquando da investigação online.

As mulheres têm uma maior tendência para fazerem pesquisas online em questões relacionadas com a saúde, assim como os jovens e as pessoas com formação superior, concluiu o estudo.

A Internet parece mesmo estar a tornar-se numa enciclopédia da saúde já que 72% das pessoas admitiram que ao longo de 2012 fizeram uma pesquisa online sobre informação médica - relacionada com sintomas ou outro tema mais geral.

A esmagadora maioria das pesquisas (77%) tem início nos motores de busca, enquanto 13% diz ter recorrido a sites especializados para obter as informações. O Facebook também entra nas contas da saúde e 1% dos três mil inquiridos diz ter recorrido à rede social para informar-se sobre um determinado tema relacionado com a área clinica.

No caso das pessoas que participaram no estudo e sofreram de algum problema médico mais sério, o ambiente online foi preterido em função de especialistas (70%), família e amigos (60%) e pessoas com problemas semelhantes (25%) para ter apoio e informação adicional sobre o estado clínico.

Mas a Internet também teve influência neste setor, pois foi um dos meios de comunicação utilizados para falar sobretudo com amigos e família, para obter o respetivo apoio.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.