Há quem cace Pokémon e há quem cace conteúdos inapropriados. O YouTube afirma que, só em 2015, foram removidos 92 milhões de vídeos do seu serviço. Desde 2006 até ao presente, a empresa registou denúncias feitas por 90 milhões de utilizadores. Deve ter-se em mente que mais de 30% destes utilizadores fizeram mais do que uma denúncia.

Num email enviado à imprensa, o YouTube motiva a comunicação de situações de violação dos "princípios de liberdade, expressão e responsabilidade", sobre os quais assenta. O número de denúncias diárias tem registado um crescimento ano-a-ano de 25%. A empresa diz que isto se deve ao dinamismo e aumento da comunidade de utilizadores.

O maior quinhão de denúncias vem de países como a Indonésia, a Turquia, a Alemanha, a Ucrânia e a França.

O YouTube garante que está empenhado em monitorizar e remover rapidamente os vídeos que veiculem mensagens de ódio ou que estejam associados a atividades e organizações terroristas. De acordo com informações oficiais, este tipo de conteúdos representa apenas 1% do total de vídeos removidos no ano passado.

Para além de serem removidos os conteúdos que estejam em incumprimento, o YouTube diz que vai conservar aqueles “que ainda não "pisaram" nenhuma linha vermelha”, numa espécie de aviso dissuasor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.