A Yahoo procedeu a uma reformulação no seu serviço de vídeos online passando a permitir o armazenamento de vídeos caseiros no seu próprio site. A ideia é criar uma plataforma de pesquisa e classificação de vídeos, avança a empresa. Os vídeos guardados no site vão estar separados em diferentes categorias, onde se inclui uma secção dedicada aos videos mais visitados.



As alterações anunciadas aproximam o serviço do bem sucedido YouTube.com que permite a colocação e partilha online de clips caseiros de forma gratuita e que ao longo do último ano cativou um elevado número de adeptos - só no ano passado 12,5 milhões de utilizadores nos Estados Unidos - e fazendo a gestão de 40 milhões de vídeos diários.



Com a expansão da banda larga, que torna mais interessante a utilização deste tipo de serviços, o número de empresas interessadas em avançar com aplicações de vídeo tem aumentado.



Agora é a Yahoo mas ainda na semana passada também o Google anunciou alterações ao seu serviço de vídeo abolindo a necessidade de usar uma peça de software especial para carregar clips no motor de busca da empresa. Também a Time Warner está a testar um serviço que aceita vídeos, o UnCut.



Os vídeos disponibilizados no site do Yahoo terão escrutínio prévio dos editores do site por forma a minimizar os riscos de exibição de conteúdos ofensivos ou infracções aos direitos de autor.



Notícias Relacionadas:

2005-05-06 - Yahoo amplia alcance do serviço de pesquisa de vídeos

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.