A Altice Portugal vai proceder a uma “megaoperação” para garantir que os espetadores e logística ligada aos embates de futebol entre seleções, a contar para a Liga das Nações, não fiquem sem sinal de rede. Para tal, a operadora de telecomunicações afirmou em comunicado que pretende investir, como “patrocinadora histórica” da Federação Portuguesa de Futebol, para que todo o evento decorra com sucesso.

Desta forma, a empresa vai utilizar a sua tecnologia de conectividade para que os estádios do Dragão, no Porto, e o D. Afonso Henriques, em Guimarães, palcos dos dois jogos das meias-finais, do terceira e quarto lugar e grande final da Liga das Nações, para manter todos os intervenientes sempre online.

A empresa vai utilizar rede Wi-Fi instalada nos estádios, infraestruturação de fibra ótica de última geração, assim como garantir o reforço e suporte “in loco” da cobertura da rede móvel. Esta conectividade vai possibilitar o acesso a circuitos UEFA e para mais de uma centena de estações de televisão e rádio. A empresa estima que para garantir esta operação terá passado mais de 2.000 metros de cabo de cobre e 10.000 metros de fibra. Os trabalhos começaram há mais de um mês, tendo envolvido mais de 30 profissionais da Direção de Operações da Altice Portugal, nos estádios e locais envolventes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.