A Amazon estreou-se precisamente na 10ª posição, num “top geral” liderado pela também norte-americana Wal-Mart, do qual fazem igualmente parte grupos como o francês Carrefour (7º lugar) ou o alemão Aldi (8º).

Os dados publicados agora indicam que a gigante do ecommerce teve receitas de perto de 79,27 milhões de dólares em 2015, que comparam com os 81,01 milhões registados pela Tesco, que ocupa o 9º lugar. Para que possa uma ideia mais abrangente, a líder Wal-Mart “vendeu” 482,13 milhões de dólares.

[caption][/caption]

O relatório da Deloitte, embora dedicado ao comércio no geral, reserva um capítulo em específico as vendas através da internet, afirmando que estas continuam a ser um grande motor de crescimento para o sector do retalho.

A rápida mudança para o comércio eletrónico está, inclusive, a levar muitos retalhistas a reconsiderarem a dimensão e papel da sua “pegada física” e a reforçarem as suas capacidades online.

Como será fácil depreender, o Top e-Retailers é liderado pela Amazon, que conseguiu que o seu negócio crescesse 13,1% ao longo de 2015. O segundo lugar do pódio pertence à chinesa JD.com, com vendas próximas aos 25 milhões de dólares e uma subida de 54,5%, e o terceiro à Apple, com vendas de 24,4 milhões de dólares, quando o negócio online representa 46,5% do negócio total e cresceu 18,2%.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.