A retalhista estará a desenvolver a sua própria plataforma de colocação de anúncios online, tirando partido dos milhões de dados que na sua atividade consegue reunir dos utilizadores.



Avançada pelo The Wall Street Journal no início da semana, a notícia, não confirmada, garante que o próximo passo na estratégia já está definido. A companhia pretende começar por deixar de usar os serviços da Google na publicidade exibida nas suas próprias páginas.



No futuro a Amazon pode vir a competir com a Google, oferecendo o seu serviço de publicidade online a outras empresas e expandindo um programa que a empresa já tinha começado a explorar mas de forma muito tímida.



Este é um domínio onde a Google é líder destacada e que gera a grande fatia do seu volume de negócios. É uma área que gera cerca de 50 mil milhões de dólares anuais para a Google, o que o torna num mercado muito apetecível.



O investimento de outras empresas na área mostra que a Google não é a única a desejar este bolo, a manutenção da liderança da Google revela que não é fácil desafiar a sua liderança.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.