Um estudo recente da Pew Internet & American Life diz que metade dos americanos continuam a considerar o spam um problema grave, mas a tendência para considerar este fenómeno como desincentivador do uso de email está a diminuir.



Numa análise efectuada pela empresa de estudos de mercado no ano passado, 62 por cento dos inquiridos referiam que o spam contribuía para que tivessem menos confiança nos serviços de email, quando nesta última análise apenas 53 por cento dos utilizadores partilhavam desta opinião. Por seu lado, 22 por cento dos utilizadores referem que o spam reduziu o seu uso geral de serviços de email, comparativamente a 29 por cento dos utilizadores no ano passado.



O documento diz mesmo que "os utilizadores estão a entrar num nível de desconforto, relativamente ao spam que é tolerável para eles". A comprová-lo está também o decréscimo de 10 por cento na média de utilizadores que consideram o spam desagradável ou aborrecido - 67 por cento, contra 77 por cento no ano passado.



O estudo refere igualmente que apenas 28 por cento dos utilizadores afirmam receber mais spam hoje em dia, do que há um ano atrás, contra uma percentagem de 22 por cento que admite receber hoje menos correio electrónico não solicitado. A Pew Internet sublinha ainda que os utilizadores de email mais jovens são mais tolerantes com o spam (entre os 18 e os 29 anos).



Notícias Relacionadas:

2004-06-23 - Fornecedores de serviço Internet avançam com directivas técnicas contra spam


2003-10-28 - Spam afasta cibernautas do correio electrónico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.