A Apple aceitou pagar uma quantia de dinheiro não especificada aos estados e consumidores norte-americanos que apresentaram queixa da empresa por práticas anti-concorrenciais no segmento dos ebooks. O entendimento entre as partes terá agora que ser validado pelo tribunal antes de ser considerado definitivo.



O acordo que a Apple conseguiu agora com os estados e cidadãos norte-americanos ia começar a ser julgado no próximo mês, num processo que podia valer à marca da maçã uma coima de 840 milhões de dólares, cerca de 619 milhões de euros, escreve a Bloomberg.



Mas a tecnológica de Cupertino ainda não desistiu completamente do caso. No ano passado foi condenada pela justiça norte-americana pelo mesmo caso, mas essa decisão ainda está a ser alvo de recurso. Na altura a Apple decidiu indemnizar os utilizadores lesados, além de ter visto reduzida a sua capacidade de negociação com as editoras.



A Apple foi considerada culpada num caso em que ficou provado ter havido concertação de preços com cinco editoras para prejudicar diretamente a Amazon, outro gigante no segmento dos livros digitais.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.