A Apple terminou o primeiro trimestre do ano com 52,9 mil milhões de dólares de receitas, ligeiramente abaixo das expectativas que tinham sido fixadas nos 53,1 mil milhões de dólares e um lucro por ação de 2,1 dólares, face aos 2,02 esperados. A queda na venda do iPhone está na base destes resultados, tendo sido vendidos nos primeiros três meses do ano 50,8 milhões de smartphones, abaixo do valor registado no mesmo período de 2016.

As metas de vendas tinham sido apontadas para os 51,4 milhões de iPhones e a diferença fez cair o índice de Wall Street, um movimento que é habitual após a apresentação de resultados que não cumprem as expectativas.

Mas uma das notas que impressionou o mercado depois da apresentação dos dados financeiros é o elevado volume de reservas em dinheiro que a Apple mantém de reserva, e que já ultrapassa o quarto de milhão, elevando-se a 256,8 mil milhões de dólares, sendo que 239 mil milhões estavam guardados fora dos Estados Unidos. Esta é uma questão delicada e tem gerado alguma disputa com a administração americana, com Tim Cook a defender que poderia "repatriar" este dinheiro se fosse taxado de forma razoável. Com os impostos atuais a empresa teria de pagar 35% se quisesse trazer o dinheiro para os Estados Unidos.

Mais do que a forma como a Apple vai ou não importar estas reservas, já há quem esteja a fazer contas sobre o que a empresa podia comprar com este volume de dinheiro, e a Statista calcula que daria para comprar algumas tecnológicas que não são assim tão pequenas, colocando na "lista" a Uber, Time Warner, a Sony, o Twitter e a Airbnb.

tek statista apple

Algumas destas aquisições não são muito prováveis, até porque a Apple tem mostrado que quando vai às compras faz aquisições mais pequenas, e em áreas muito específicas para completar competências que quer desenvolver, mas não deixa de ser um exercício curioso que coloca em perspetiva a dimensão que a empresa criada por Steve Jobs assumiu nos últimos anos e o seu "toque de Midas".

Ainda recentemente a Apple comprou a Workflow e ofereceu a app aos seus utilizadores.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.