A Associação Portuguesa de Software - ASSOFT - vai intensificar a luta contra a pirataria informática em Portugal através de uma nova campanha junto de empresas e outras entidades. O objectivo da campanha passa pela consciencialização de utilizadores e organizações sobre a necessidade de legalizar o software utilizado internamente.



Apesar de não tornar públicos os detalhes da iniciativa, Manuel Cerqueira, presidente da ASSOFT, garante que a campanha é "muito forte e terá um forte impacto junto das empresas e dos seus gestores".



Paralelamente, a associação está a executar novas acções de formação junto dos seus parceiros, entre os quais agências governamentais e associações empresariais, de forma a elucidá-los acerca desta temática que tanto tem afectado a indústria informática a nível nacional e internacional.



Em Junho a ASSOFT revelou alguns números referentes à situação nacional no que toca a pirataria informática indicando que mais de metade dos programas instalados no ano passado em Portugal eram pirateados. Esta situação levou a prejuízos na ordem dos 112 milhões de euros, valor a que se devem ainda juntar os 23,5 milhões de euros que o Estado deixou de cobrar em impostos directos.



Notícias Relacionadas:

2007-05-24 - Taxa de pirataria informática em Portugal chega aos 53% em 2006

2006-03-08 - Acções anti-pirataria aumentam 50% em Portugal

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.