No final deste ano, os serviços de homebanking na Europa reunirão 54,1 milhões de utilizadores, ou seja, 39 por cento da população Internet europeia, segundo as últimas previsões da Jupiter. Os níveis de penetração mais elevados irão verificar-se nos países nórdicos, chegando aos 54 por cento na Suécia, enquanto, por exemplo, na Grécia a taxa observada será de apenas 13 por cento, indica a empresa de análise de mercado.



Em 2005, a média europeia irá atingir os 48 por cento. A partir daí o crescimento irá abrandar, para no final de 2007 o resultado estar apenas nos 51 por cento de internautas a usarem a banca online.



A consultora também prevê que o número de cibernautas que pagam as suas contas através da Internet cresça lentamente nos próximos anos. No final de 2002, 11 por cento dos internautas europeus estarão a pagar as suas contas através da Internet. Mas a conveniência dos débitos directos irá restringir o crescimento dos pagamentos de contas online a apenas 22 por cento daqui a cinco anos.



A Jupiter prevê ainda que a recuperação financeira do mercado e a maturidade do canal leve a que 10 por cento da população Internet na Europa use serviços de corretagem online no final de 2007.



Notícias Relacionadas:

2002-09-10 - Banca online é séria ameaça à indústria bancária tradicional


2002-02-01 - TV Banking não convence utilizadores de TVi na Grã-Bretanha


2001-12-12 - Procura da banca online continua a aumentar

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.