A Google anunciou que vai reduzir o período durante o qual guarda os dados gerados pelos utilizadores nos seus serviços de pesquisa. A empresa, que no ano passado tinha fixado um prazo de 18 meses durante o qual manteria em sua posse toda a informação gerada pelo utilizador, voltou a trás e diminuiu o prazo de retenção para 9 meses.

A Comissão Europeia reagiu hoje à decisão congratulando-se com a alteração e considerando que este foi "um bom passo". O comissário europeu Jacques Barrot afirmou que "a decisão vem ao encontro dos princípios europeus da privacidade e da legislação" em vigor.
O comissário voltou no entanto a sublinhar que seis meses é o período ideal de tempo para guardar os dados gerados na pesquisa, salvaguardando os direitos de privacidade dos consumidores.

Entre as alterações anunciadas pela Google estão também mudanças no que refere a funcionalidades como o Google Suggest que serve para ajudar o utilizador nas suas pesquisas fornecendo-lhe sugestões de termos a pesquisar, tendo em conta pesquisas que ele já faz anteriormente. A partir deste mês esta informação guardada do utilizador, que a Google garantia não ir além de 2 por cento, passa a ser apagada a cada 24 horas.

Notícias Relacionadas:
2008-09-09 - Google vai guardar dados dos utilizadores só 6 meses

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.