Elon Musk, CEO da Tesla Motors, confirmou as “conversações” com a Apple numa entrevista à Bloomberg TV esta quinta-feira, mas recusou fazer comentários sobre os detalhes da conversa.



Na mesma entrevista o responsável foi questionado sobre a possibilidade da Tesla ser vendida e referiu que vê essa hipótese como “muito pouco provável”. A venda é um cenário que o gestor só admitiria se permitisse acelerar o objetivo da empresa e ajudasse a acelerar o desenvolvimento de um veiculo elétrico dirigido ao mercado de massas.



A Tesla fabrica veículos elétricos e tem conseguido crescer e afirmar-se nesse mercado, sobretudo nos Estados Unidos mas também em alguns países europeus, como os países nórdicos. No entanto, a oferta tem estado fortemente direcionada para o segmento alto do mercado. O grande objetivo da empresa é conseguir alargar o mercado.



O rumor que circulou no início da semana fez supor que as duas empresas podiam unir-se para desenvolver novas soluções num mercado cada vez mais atento às tecnologias móveis, como é o mercado automóvel, onde têm surgido várias novidades nesta área.



No início da semana uma informação não confirmada indicava que o CEO da Tesla tinha reunido com o responsável pela área de fusões e aquisições da Apple, para conversações relacionadas com o futuro da Tesla. Segundo esta informação a Apple estaria interessada em comprar ou investir na Tesla.

Escrito ao abrigo do novo Acordo
Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.