Em 2006 o volume de negócios dos fornecedores de software em Portugal ultrapassou os 600 milhões de euros, registando um crescimento de 12 por cento face ao valor obtido em 2005, diz um novo estudo da IDC Portugal.

A empresa de estudos de mercado afirma que a venda de software aplicacional representa cerca de 45 por cento de todo o mercado, seguindo-se o software de infra-estrutura com pouco mais de 30 por cento e em terceiro lugar o software de desenvolvimento com menos de 25 por cento.

A Microsoft mantém a liderança destacada de um grupo de cinco empresas que domina 42 por cento do mercado nacional de software. A empresa de Redmond tem uma quota de 19 por cento do mercado, sendo a segunda posição ocupada pela SAP, seguida da IBM, Novabase e Oracle.

Gabriel Coimbra, Research & Consulting Director da IDC Portugal, indica que "o crescimento de 12% do volume de negócios dos fornecedores de software em Portugal reflecte que as organizações estão a dirigir os seus investimentos para soluções que possibilitem aumentar a produtividade e competitividade". O analista aconselha os fornecedores de software a reforçar a oferta de soluções integradas, simplificadas e devidamente verticalizadas.

A análise da IDC faz parte do relatório "Análise Competitiva do Mercado de Software em Portugal - 2007" e reflecte as pesquisas realizadas no primeiro semestre de 2007, junto de 260 empresas fabricantes e distribuidoras de software, que a IDC garante representarem 95% do total do volume de negócios do sector.

Notícias Relacionadas:

2007-12-05 - IBM lidera serviços de TI em Portugal em 2006
2007-10-18 - Microsoft responsável por 43% dos empregos TI em Portugal
2007-10-10 - Investimentos em Tecnologias da Informação aumentam 8% em 2007

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.