Atingida pelo abrandamento económico e pela queda de receitas publicitárias, a CNET anunciou que irá despedir 10 por cento da sua força de trabalho, ou seja um total de 190 funcionários.



Citada pela Reuters, a empresa indicou ainda que as receitas relativas ao seu segundo trimestre fiscal deverão situar-se entre os 57 e os 58 milhões de dólares (entre os 57,7 e os 58,7 milhões de euros), valores abaixo das actuais previsões do mercado, que apontam para receitas na ordem dos 60 milhões de dólares (60,7 milhões de euros).



A Salon Media Group, por sua vez, continua a passar por dificuldades, tendo os seus responsaveis afirmado recentemente que tem sido impossível gerar lucro com a publicação Internet Salon.com e com os auditores a demonstrarem sérias dúvidas acerca da sua futura viabilidade.



Num comunicado enviado à Securities and Exchange Commission, a empresa indica que não conseguiu contornar as perdas financeiras e que o seu auditor, a PricewaterhouseCoopers, tem dúvidas acerca da sua viabilidade. A Salon adianta ainda que se não conseguir reunir capital adicional nos próximos três ou quatro meses poderá ser forçada a fechar.



Notícias Relacionadas:

2002-01-28 - Serviços pagos da publicação online Salon contam com 35 mil subscritores

2001-10-02 - Salon com alguns conteúdos só disponíveis a subscritores

2001-08-10 - Salon recebe 2,5 milhões de dólares em investimentos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.