Joaquin Almunia garante que esta será a última oportunidade da empresa para se livrar de um processo formal que pode conduzir a pesadas multas, se forem dadas como provadas as infrações da empresa às regras europeias da concorrência. "Precisamos de mais, não durante o ano mas durante as próximas semanas. ainda não recebi essa resposta", adiantou o responsável em Bruxelas.



No mês passado o responsável já tinha considerado a última proposta da gigante norte-americana de Internet - apresentada o verão - como inaceitável. A CE ficou à espera de uma nova proposta da Google que, até à data não se manifestou.



O processo de investigação europeu teve início há três anos. Está focado nas práticas de mercado da Google na área das pesquisas online. As suspeitas que a CE tem vindo a investigar indiciam que a Google manipula os resultados das pesquisas, usa conteúdos de outros sites sem permissão e obrigados anunciantes a assinarem acordos exclusivos.



Se a empresa for considerada culpada ficará sujeita a uma multa que pode ascender a 10% das receitas globais da empresa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.