O Congresso norte-americano pediu ao Facebook para interromper o desenvolvimento da sua criptomoeda Libra até que os legisladores tenham mais tempo para investigar as ramificações das ações da empresa.

Em carta enviada à empresa de Mark Zuckerberg, os legisladores pedem para “cessar imediatamente os planos de implementação” da Libra. De acordo com a carta, é “imperativo” que o Facebook e os seus parceiros o façam “até que os reguladores e o Congresso tenham a oportunidade de examinar essas questões e agir em conformidade”, tendo em conta que “o Facebook já está nas mãos de um quarto da população mundial”.

Os congressistas acrescentam que “durante esta moratória, pretendemos realizar audiências públicas sobre os riscos e benefícios das atividades baseadas em criptomoedas e explorar soluções legislativas. Não interromper a implementação antes que nos seja permitido fazer isso colocaria em risco um novo sistema financeiro grande demais para fracassar”.

No mês passado, foi anunciado que o Facebook iria avançar para a sua criptomoeda, batizada de Libra, assim como a carteira digital Calibra, que passaria a ser uma subsidiária/consórcio da empresa de Mark Zuckerberg, com sede em Genebra, na Suíça. A rede social conta com o apoio de diversos parceiros importantes, tais como a MasterCard, Visa, PayPal, eBay, Uber, Lyft e Spotify, e outras, incluindo a portuguesa Farfetch.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.