O Governo de José Sócrates aprovou hoje em Conselho de Ministros uma nova resolução na qual prevê a emissão do Passaporte Electrónico Português até Julho de 2006. O documento que vai incluir dados biométricos, segue as normas internacionais e melhora mecanismos de segurança e controlo.

Em comunicado o Conselho de Ministros refere que a resolução pretende "reforçar os meios de coordenação e assegurar a rápida preparação dos instrumentos legais e organizativos necessários à concretização" do projecto de emissão do novo Passaporte Electrónico Português.

Fica ainda assegurada, de acordo com o mesmo documento, a articulação do Passaporte Electrónico Português com outros programas públicos, nomeadamente o projecto do "Cartão do Cidadão".

Recorde-se que os documentos de identidade dos cidadãos portugueses têm sido referenciados como fáceis de falsificar, levantando problemas de segurança. O novo Passaporte estará de acordo com as normas comunitárias, permitindo a leitura óptica de dados biométricos para além da impressão digital e deverá por isso dificultar a falsificação.

O documento satisfará ainda os requisitos para a participação de Portugal no programa norte-americano Visa Waiver, permitindo assim a dispensa de visto de entrada nos EUA para titulares de passaporte português, refere o comunicado do Conselho de Ministro.

Notícias Relacionadas:

2005-07-07 - Opinião pública deve ser uma das principais preocupações do Governo no Cartão Único
2005-06-17 - EUA voltam a adiar data de introdução de dados biométricos nos passaportes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.