A audição e visualização de aplicações streaming via Internet aumentou entre os empregados de escritório norte-americanos durante o mês de Setembro, atingindo os 56 por cento, de acordo com um estudo efectuado pela Nielsen/NetRatings.



Ao longo de Setembro, 21 milhões de utilizadores americanos acederam via Internet a aplicações streaming a partir do seu local de trabalho, face aos 17 milhões de Setembro de 2000, representando um aumento de 21 por cento. Do total de cibernautas americanos que recebem conteúdos streaming este valor aumentou cinco por cento.



A subida registada poderá estar relacionada com os atentados terroristas de 11 de Setembro em Nova Iorque e Washington, quando muita gente procurava ver as imagens online, pois são poucos os locais de trabalho que possuem televisores.



O mesmo estudo indica que existiu uma diminuição geral na audiência da Internet face a Agosto e que o tempo médio que os americanos gastaram online desceu 6,1 por cento em relação ao mês anterior. O número de americanos que acedeu à Internet em Setembro atingiu os 110,8 milhões, de um total de 175 milhões que têm acesso à Net.


As redes de sites mais procuradas pelos americanos foram a AOL Time Warner, com 76,5 milhões de visitantes únicos, seguida pela Yahoo! com 65,6 milhões e pela MSN com 63,6 milhões de visitantes.




Notícias Relacionadas:

2001-08-14 - Utilização doméstica da Internet desacelera nos Estados Unidos

2001-07-12 - Uso da Internet no emprego cresce 23 por cento nos Estados Unidos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.