Nem todos os problemas de segurança têm, efetivamente, alguma relação com hackers ou com algum tipo de malware. Neste caso especifico foi apenas uma má decisão por parte da Essential que decidiu solicitar, via email, uma cópia da carta de condução dos utilizadores que haviam pré-encomendado o smartphone.

Dezenas de pessoas responderam ao pedido e enviaram assim uma cópia dos seus documentos, o problema é que não foi só a empresa quem recebeu as respostas mas também todas as pessoas a quem tinha sido solicitada a informação. Isto significa que dezenas de utilizadores receberam dados pessoas de dezenas de pessoas, o que levou Andy Rubin, presidente executivo da Essential, a vir pedir desculpas pelo sucedido.

O criado do sistema Android começa por justificar de milhares de "micro-decisões" têm de ser tomadas todos os dias, como foi o caso da solicitação via email dos documentos dos utilizadores. Mais à frente no texto, Rubin acaba por admitir que cerca de 70 clientes foram afetados pelo processo de confirmação de dados.

Aos consumidores afetados a Essential vai oferecer um ano de proteção LifeLock a fim de prevenir qualquer tipo de roubo de identidade dos utilizadores. A empresa optou, também, por apagar completamente a conta mal configurada de email de forma a que o erro não seja, novamente, cometido.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.