A Epic Games e a Apple estão a ser ouvidas esta semana em tribunal, sobre o caso que colocou as duas empresas em colisão devido aos royalties cobrados na App Store, que resultou em expulsão de Fortnite da loja. Durante estas audições preliminares, foi revelado um documento com a lista dos 38 jogos que a Epic Games ofereceu no ano de estreia da sua loja online, entre dezembro de 2018 e setembro de 2019. No documento é referido que a empresa gastou 11,6 milhões de dólares em ofertas para angariar novos utilizadores nos primeiros 9 meses, traduzindo-se em 5 milhões de novos utilizadores.

No final de janeiro a Epic Games já tinha prestado contas sobre o investimento que fez com as borlas, uma prática que continua ativa desde o lançamento da loja, somando mais de uma centena de ofertas. Na altura, Tim Sweeney, o CEO da empresa, explicou que a empresa paga um valor fixo aos developers dos jogos oferecidos, e não uma percentagem por cada download.

tek epic games - valor dos jogos

Nas suas contas, os 11,6 milhões de dólares pagos em jogos nos primeiros 9 nove meses, demonstram que a empresa de Fortnite investiu cerca de 2,37 dólares por cada novo utilizador registado nesse período. Considerando os 12% que a Epic Games cobra de comissão pelas vendas na loja, bastaria que esses novos utilizadores fizessem apenas uma compra adicional de um jogo por 20 dólares, para que a empresa recuperasse o investimento.

A lista revelada mostra quais foram os jogos que foram mais caros para a Epic Games, destacando-se a trilogia de jogos Batman Arkham que custaram 1,5 milhões de dólares, seguindo-se Subnautica com um custo de 1,4 milhões e Mutant Year Zero que custou 1 milhão de dólares. Como seria de esperar, os produtores indie foram os mais mal pagos, como por exemplo Super Meat Boy (50 mil dólares), Jackbox Party Pack (60 mil) e Fez (75 mil), sendo títulos de grande sucesso no seu lançamento original.

Simon Carless descobriu ainda que a Epic Games investiu uma soma elevada para garantir o lançamento de alguns títulos em exclusivo temporário, como foi o caso de Borderlands 3 que custou 146 milhões de dólares em avançado. E estes é apenas um dos jogos que a Epic Games tem vindo a assegurar, de forma a fazer frente ao Steam.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.