Um novo inquérito realizado nos Estados Unidos pelo Pew Internet & American Life Project, uma associação não-lucrativa, conclui que são raros os casos excesso de recepção de emails, um resultado que surpreendeu até os investigadores do estudo.



O estudo refere que o correio electrónico se tornou actualmente numa parte integral da vida de 57 milhões de norte-americanos, o que representa mais de 60 por cento das pessoas empregadas naquele país, sendo quase o dobro do número de funcionários norte-americanos que utilizavam esta ferramenta da Internet há apenas dois anos atrás.



Abrangendo 2.447 norte-americanos, 1.033 dos quais utilizam o email nos seus postos de trabalho, o inquérito revela que o indivíduo médio utilizador do correio electrónico no emprego gasta num dia comum meia hora a consultar e a enviar emails. A maioria recebe 10 ou menos mensagens e envia cinco ou menos por dia.



Grande parte dos utilizadores do email no trabalho afirmam que recebem pouco ou nenhum lixo electrónico - spam - nas suas contas de correio electrónica relativas ao emprego. No entanto, outras pesquisas do Pew Internet Project evidenciaram uma preocupação crescente em relação ao spam nas contas pessoais dos norte-americanos.



Quando lhes foi pedido para avaliarem a posição do email no seu trabalho numa escala de um a dez, 52 por cento consideraram-no essencial e outros 34 por cento viram-no como valioso. Apenas um número relativamente reduzido consideraram-no uma perda de tempo.



Setenta e dois por cento dos funcionários afirmaram que o correio electrónico os ajuda a comunicar com mais pessoas, ao passo que 71 por cento indicaram que esta ferramenta da Internet lhes permite poupar tempo. Por outro lado, seis em cada dez inquiridos referiram que o email melhora o trabalho em equipa no posto de emprego.



O inquérito, contudo, encontrou alguns aspectos negativos em relação ao papel desempenhado pelo correio electrónico no local de trabalho. Cerca de um quarto dos utilizadores no emprego consideram-no um factor de distracção, ao passo que um quinto afirmaram que constitui uma nova fonte de stress na vida profissional.



Um dado interessante identificado pelos investigadores é a caracterização de um grupo de utilizadores intensivos, que constituem um quinto do grupo dos funcionários que recorrem ao email na sua actividade profissional e que lidam diariamente com grandes quantidades diárias de mensagens. Muitos destes elementos recebem cerca de 50 mensagens, enviam mais de 20 e gastam duas ou mais horas por dia com o correio electrónico.



Dentro deste grupo e ao contrário do que esperavam inicialmente, os autores do estudo descobriram que apenas 11 por cento dos utilizadores intensivos afirmaram que se sentem sobrecarregados pelo volume de mensagens de email recebidas, comparando com apenas dois por cento dos utilizadores normais.



Notícias Relacionadas:

2002-10-18 - Spam continua a aumentar

2002-09-19 - Internautas detectam spam com facilidade

2001-06-10 - Excesso de informação não é problema para internautas

2001-01-02 - Cartões e mensagens ultrapassaram compras de Natal

2000-12-20 - Email é a melhor ferramenta de marketing online

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.