A aquisição da Motorola pela Lenovo aconteceu em janeiro deste ano. A fabricante de telemóveis fazia parte do universo Google, que a tinha comprado anos antes mas que nunca conseguiu rentabilizar o investimento realizado.



A Google recebeu 2,9 mil milhões de dólares pela venda, quando tinha pago 12,5 mil milhões pela mesma empresa e pelo enorme acervo de propriedade intelectual da companhia, a componente mais valiosa do seu património.



Pela dimensão, a venda no início deste ano à Lenovo teve de passar pela análise dos reguladores da concorrência, que na Europa vêm agora aceitar a transição sem identificar potenciais impactos relevantes para a concorrência na região.



A avaliação das autoridades europeias da concorrência teve em conta potenciais impactos no mercado de dispositivos móveis, concluindo que a baixa quota de mercado das duas empresas nesse domínio não altera as condições de mercado.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.