A Comissão Europeia continua a investigar as alegações de que a Microsoft usou do seu poder dominante no mercado dos sistemas operativos para computadores pessoais tendo em vista a sua projecção em outros mercados, tendo remetido para o final deste ano a apresentação da decisão preliminar quanto ao caso.



"Devemos apresentar uma decisão preliminar no final do ano" afirmou Philip Lowe, director geral do directorado para a concorrência da Comissão, citado pela agência de notícias Reuters. A deliberação final surgirá no próximo ano, depois de observado o período de consulta pública estabelecido após a divulgação da decisão preliminar, adiantou o mesmo responsável.



"Ainda não está clara a evolução da questão nos Estados Unidos", adicionou o responsável, onde há um juiz que ainda considera as sanções a aplicar à Microsoft pelo desrespeito perante as leis da concorrência. Um tribunal de apelo em Washington deliberou unanimemente que a Microsoft abusou do poder de monopólio que detém com o sistema operativo Windows. A Comissão ainda não tomou qualquer decisão quanto ao caso na Europa.



O executivo europeu alega que a Microsoft concebeu o Windows para funcionar melhor com o seu próprio servidor de software do que com o dos seus rivais, defendendo ainda que a empresa de Bill Gates ligou o Windows ao Media Player visando maior vantagem competitiva.



Notícias Relacionadas:

2001-11-28 - Microsoft renuncia a audiência com CE para acelerar resolução de caso antitrust na Europa

2001-11-21 - Microsoft chega a acordo nos processos antitrust privados

2001-11-07 - Nove Estados norte-americanos prosseguem processo contra Microsoft

2001-08-30 - Comissão Europeia aumenta acusações contra Microsoft

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.