A Nintendo apresentou resultados que revelam uma queda nas vendas da Switch, para os 3,43 milhões de unidades entre abril e junho. Há um ano, no mesmo período, a empresa tinha conseguido vender 4,45 milhões de unidades da consola. Na nota de resultados a fabricante assume que a escassez de chips continua a ser um problema para a empresa e a limitar a capacidade de fabricar e vender consolas. "A produção de hardware foi afetada por fatores como a escassez global de componentes semicondutores, que resultou numa diminuição dos equipamentos enviados para as lojas”, precisa a Nintendo.

A fabricante também reconhece que, com as vendas do modelo que integra um ecrã OLED de sete polegadas a terem um peso tão significativo no trimestre, os resultados acabaram por ser afetados, já que a margem da empresa sobre o preço desta versão é menor. No trimestre, a Nintendo vendeu 1,52 milhões de unidades do modelo OLED.

Neste período as vendas de software também caíram, passando de 45,3 para 41,4 milhões, contribuindo igualmente para lucros operacionais mais baixos, de 101,6 mil milhões de yens.

Mas nem tudo foram más notícias para a Nintendo, entre abril e junho, período em que mais de 100 milhões de pessoas jogaram na Switch, segundo dados também apresentados pela empresa.

Lembra-se de Wii Sports? A Nintendo está a produzir uma nova versão para a Switch
Lembra-se de Wii Sports? A Nintendo está a produzir uma nova versão para a Switch
Ver artigo

O trimestre foi o segundo melhor de sempre para a marca, no que se refere às vendas de jogos próprios. A performance terá beneficiado do lançamento no período de três jogos: Nintendo Switch Sports; Mario Strikers: Battles League e Fire Emblem Warriors.

Neste trimestre chegam mais jogos próprios à Nintendo, que podem voltar a ter um impacto importante nos resultados da empresa. Já esta quinta-feira chegam novos conteúdos para Mario Kart 8 Deluxe e a 9 de setembro chega Splatoon 3. Já disponível está Xenoblade Chronicles 3 e no final de agosto a empresa lança também uma nova versão da Switch com OLED (na foto).

Na concorrência, a Sony também disse que não foi capaz de responder à procura de consolas entre abril e junho, embora tenha conseguido comercializar 2,4 milhões de unidades da PlayStation, amis 4% que no mesmo período do ano passado.

A Microsoft, por seu lado, conseguiu o melhor trimestre de sempre na área de gaming, com a consola a gerar receitas de 16,2 mil milhões de dólares, ainda que as receitas da unidade tenham caído 7%, numa tendência que a empresa considera normal, tendo em conta o facto de a consola estar no mercado há cerca de dois anos. A Microsoft não revelou o número de consolas enviadas para as lojas no trimestre.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.