Nos próximos cinco anos, a Argo AI vai aperfeiçoar o software de condução autónoma que já começou a desenvolver para aplicar nos veículos que a Ford pretende lançar com estas características.

 

A empresa já tinha anunciado planos para lançar veículos sem condutor em 2021. O primeiro objetivo da marca é comercializar carros de ambiente urbano para serviços de aluguer, ao estilo táxi.

 

Nos próximos anos pretende concentrar-se em exclusivo no hardware, os veículos propriamente ditos, e deixar a vertente de software para a startup, que mais tarde pode vir a licenciar a tecnologia para outros fabricantes, admite a Ford.  

 

A Argo Ai passa a ser uma subsidiária do grupo norte-americano, embora com um nível elevado de autonomia, garantem as empresas em declarações citadas pela News.com. Estará “focada em exclusivo no desenvolvimento de software de condução autónoma para os veículos da Ford”. O investimento, garantiu o CEO da Argo, Bryan Salesky, vai assegurar os recursos necessários para contratar o tipo de talento necessário para desenvolver esses sistemas.

 

A condução autónoma está na agenda da generalidade dos fabricantes automóveis, que na maioria já anunciaram planos para lançar produtos com estas características ou parcerias com quem o possa fazer.   

Ainda no ano passado a Ford tinha divulgado um vídeo onde mostrava o que "vê" um veículo autónomo

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.