O Conselho de Ministros definiu a orientação estratégica relativa ao investimento na Investigação e Desenvolvimento. Na resolução publicada hoje, foi definido que a despesa total em I&D deverá atingir os 3% do Produto Interno Bruto em 2030. Atualmente, nos registos de 2020, o valor correspondeu a 1,62% do PIB, enquanto a despesa privada foi de 57% do total.

É ainda referido que a orientação consagrada a nível europeu para que a despesa pública evolua para 1% do PIB, enquanto a despesa privada deva evoluir para 2% do PIB, relativos aos valores de 2020 que registaram 0,66% e 0,96% do PIB, respetivamente.

I&D 2030

A estratégia na aposta no financiamento através da programação em ciência e tecnologia estimula a confiança dos atores públicos e privados, incentivando o investimento privado em I&D. Abre-se ainda sinergias e cooperação institucional entre empresas, tecido produtivo, social e cultura em geral e as instituições de I&D, com grande impacto social, económico e cultural, é referido no documento.

A resolução inclui o apoio à inovação e promoção da cultura científica, de forma a reforçar e modernizar a capacidade nacional, assim como acelerar a dupla transição digital e climática, assim como evoluir nas relações de interface entre a oferta e procura de conhecimento. Prevê-se a estimulação da reestruturação da economia com base no conhecimento, assim como a criação de emprego qualificado, ao mesmo tempo que se reforça a robustez científica, social e ambiental.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.