Suécia, Dinamarca, Noruega e Finlândia são os países onde a Groupon cessou operações esta segunda-feira. A decisão reflete a estratégia que tem vindo a ser assumida pela empresa desde setembro, perante os maus resultados financeiros obtidos, que passa pelo desinvestimento nos mercados em declínio.

“À medida que continuamos o nosso foco operacional e estratégica para simplificar e racionalizar o negócio internacional, estamos a avaliar a nossa carteira internacional para determinar quais os ativos que podem contribuir para a nossa visão de longo prazo de crescimento rentável agressivo”, refere a Groupon em comunicado, citado pelo Tech Crunch.

Os encerramentos agora anunciados juntam-se às anteriores saídas da Grécia e da Turquia e aos fechos, em setembro, dos sites em Marrocos, Panamá, Filipinas, Porto Rico, Taiwan, Tailândia e Uruguai com os 1.100 despedimentos associados. No pico do seu negócio, a Groupon chegou a estar ativa em mais de 40 mercados.

O TeK contactou a empresa para obter comentários acerca da sua estratégia para o mercado português, mas até agora ainda não obteve resposta.

Refira-se que a Groupon apresentou perdas de 27,6 milhões de dólares no terceiro trimestre, acima dos 21,2 milhões registados no mesmo período do ano passado.

Para o quarto trimestre deste ano, a Groupon estima vendas entre 815 milhões de dólares e 865 milhões de dólares e para 2016 entre os 2,75 mil milhões de dólares e 3,05 mil milhões, ambas abaixo das previsões dos analistas consultados pela Reuters.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.