As empresas têm até ao próximo dia 5 de setembro para concorrer ao financiamento com ideias inovadoras que promovam a transferência de tecnologia entre estes quatro setores que podem concorrer ao financiamento. Cada empresa pode receber até 46 mil euros de financiamento direto e será dada preferência às candidaturas que indiquem parcerias com outros países da União Europeia que sejam abrangidos pelo projeto (Espanha, Holanda, Polónia e Irlanda).

O projeto ACTTiVAte, pAn-European Clusters for Technology Transfer and new VAlue chains, coordenado em Portugal pelo Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial (INEGI) e financiado pelo programa Europeu Horizonte 2020, tem como objetivo apoiar a inovação em PME e a reindustrialização inteligente do tecido económico Europeu, incentivando a criação de novas cadeias de valor de cariz transfronteiriço resultantes da transferência de tecnologias avançadas entre setores com grande potencial para sinergias.

“Este projeto propõe uma estratégia diferente para o apoio à inovação, focando-se em tecnologias já testadas com sucesso nos seus setores de origem e que precisam apenas de pequenas adaptações para serem implementadas noutros setores. Assim, com um baixo nível de investimento, é possível explorar o potencial impacto de inovações em novos setores e aplicações”, explicou em comunicado Luís Pina, responsável pelo projeto ACTTiVAte em Portugal.

No processo de candidatura e desenvolvimento da ideia de negocio as empresas vão ser acompanhadas por especialistas envolvidos no projeto e têm ainda a possibilidade de participar em diversas atividades. Workshops, sessões com mentores, programas de mobilidade e fóruns de investimento são alguns exemplos das atividades disponíveis.

Os 46 mil euros serão atribuídos a cada uma das empresas que sejam selecionadas ao longo de três fases. A primeira fase, onde podem participar até 50 candidaturas, será para apresentar um plano de negócios que lhes garanta acesso aos primeiros seis mil euros do investimento.

Para a segunda fase são selecionadas 30 empresas que devem começar a desenvolver o pré-projeto e, depois de concluído, recebem mais 15 mil euros. No final, os restantes 25 mil euros, são atribuídos após a fase final dedicada ao desenvolvimento do protótipo.
O INEGI é o responsável em Portugal pelo projeto europeu de transferência tecnológica que quer pôr as PME a partilhar tecnologias entre diferentes setores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.