Nos três meses terminados a 31 de Janeiro último, o lucro da Hewlett-Packard cresceu um por cento, para os 943 milhões de dólares, impulsionado pelos ganhos registados em quase todas as áreas de negócio, reportou ontem ao final do dia a fabricante. Em idêntico período do ano passado a HP havia registado um lucro de 936 milhões de dólares.



As vendas cresceram 9,9 por cento para os 21,5 mil milhões de dólares, face aos 19,5 mil milhões do ano anterior. O negócio de Imagem e Sistemas Pessoais foi o que mais contribuiu para a subida das receitas, segundo a fabricante.



As vendas de computadores pessoais da HP aumentaram 12 por cento durante o primeiro trimestre fiscal, comparativamente ao mesmo período do ano anterior. Em termos anuais, a comercialização de produtos da área de Imagem e Impressão aumentou oito por cento. A fabricante junta na mesma unidade os dois negócios, embora reporte resultados separadamente.



As vendas da HP na região EMEA cresceram mais de 12 por cento, para os 9,3 mil milhões de dólares, quando o negócio na Ásia registou um aumento de 15 por cento, para os 3,3 mil milhões de dólares. Já no Continente Americano, as vendas da fabricante subiram seis por cento, atingindo os 8,9 mil milhões de dólares.



Estes foram os primeiros resultados financeiros apresentados pela empresa desde o despedimento, na passada semana, de Carly Fiorina, que assumia há alguns anos o cargo de presidente e CEO (ver Notícias Relacionadas).



Notícias Relacionadas:

2005-02-09 - Carly Fiorina abandona HP em desacordo com Administração da empresa

2004-08-13 - Resultados da HP para o terceiro trimestre desiludem

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.