Este domingo a IBM lançou um alerta, indicando que se preparava para fazer um anúncio importante. Esta manhã revelou os detalhes da venda do negócio de microprocessadores à GlobalFoundries.



Não era novidade que a Big Blue andava à procura de um comprador para esta unidade de negócio, que exige forte investimento e que tem sido foco de perdas financeiras continuadas.



A unidade de semicondutores da empresa norte-americana fabrica chips para a companhia, mas também fornece outras empresas. As negociações para a venda já envolveram outros possíveis interessados, onde se incluem nomes como a Intel, mas a GlobalFoundries acabou por ser a escolhida.



A IBM terá de pagar mais pelo negócio que o inicialmente proposto, garante a imprensa internacional. A Big Blue teria oferecido mil milhões de dólares, mas só convenceu a fabricante controlada por fundos de investimento do governo de Abu Dabi aumentando a oferta para os 1,5 mil milhões, um valor a que verá descontado 200 milhões de dólares pela maquinaria.



No início do mês a IBM tinha já concretizado outro negócio importante para o seu reposicionamento no mercado, com a venda do negócio de servidores x86 à Lenovo por 2,1 mil milhões.

Nota de redação: A notícia foi atualizada com a confirmação oficial do negócio pela IBM.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.