O processo de implementação no nosso país de acessos públicos sem fios a redes locais, através da tecnologia Wi-Fi (hotspots), tem sido até ao momento bastante "incipiente", defende a IDC Portugal baseando-se nos resultados de um estudo, realizado em Agosto último.

Esta análise da IDC assenta na constatação por parte da empresa de que existirão, até ao final de 2003, apenas 49 hotspots em Portugal. Para justificar esta fraca adesão dos portugueses à tecnologia Wi-Fi, a IDC aponta uma combinação de factores entre os quais se destaca o facto de "desde o início os hotspots terem sido considerados como fortes concorrentes ao serviço de telecomunicações móveis".

http://imgs.sapo.pt/gfx/224188.gif

Ainda de acordo com o mesmo relatório, até 2007, a rede de hotspots nacional irá ter um crescimento contínuo, registando nesse ano 432 postos de acesso distribuídos de forma mais uniforme pelo país, onde hotéis e similares irão representar a maior fatia deste segmento de mercado com 32 por cento do mesmo. Em segundo lugar estarão os restaurantes e cafés, com uma quota conjunta de 25 por cento e em terceiro lugarestarão os Centros Comerciais, com 10 por cento.



A IDC considera que a tecnologia Wi-Fi ainda não atingiu a fase de "maturidade" e também que os potenciais utilizadores não estão "muito despertos para o valor da conectividade em condições de mobilidade" e que a penetração de computadores portáteis é baixa.



Os resultados do recente estudo da IDC não consideram ainda as iniciativas que entretanto surgiram nesta área, como a da Portugal Telecom, lançada já no mês de Novembro. Gabriel Coimbra, da IDC Portugal, esclarece que o estudo foi realizado em Agosto e publicado em Novembro, mas que de qualquer forma "o lançamento da PT Wi-Fi não se encontra completamente implementado - não há uma estratégia de pricing definida e nem todos os locais se encontram activos. Ou seja, o número de Hotspots da PT Wi-Fi nas nossas previsões só foram considerados no ano de 2004".


Da mesma forma, em relação ao facto de não terem sido considerados os pontos de acesso criados pela iniciativa Governamental e-U, ou Campus Virtuais - que espera ter em funcionamento 4.500 pontos de acesso nas Instituições de ensino superior em todo o país, num total de 200 nuvens Wi-Fi - Gabriel Coimbra esclarece que "as previsões [da IDC] referem-se ao número de Hotspots comerciais (não consideramos redes privadas, como o programa e-U)".

Nota da Redacção: [2003-12-15 20:14:00] A notícia foi alterada para incluir esclarecimentos da IDC em relação ao facto do estudo não ter considerado a iniciativa e-U para os seus cálculos e por não ter sido integrado o projecto da PT Wireless. Foi também corrigida em relação ao número de hotspots previstos para final de 2003 que tinha erradamente sido referido como 43.

Notícias Relacionadas:
2003-12-05 - PT avança com estratégia transversal para o Wi-Fi
2003-11-10 - Parque Expo inicia projecto Wi-Fi no Parque das Nações
2003-10-08 - Vodafone reforça mobilidade de profissionais com estratégia WLAN

2003-02-14 - Projecto Campus Virtuais pretende incentivar acesso móvel à Net a nível nacional
2003-02-11 - Mercado europeu de hotspots cresce acentuadamente em 2002

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.