A promessa tinha sido feita na altura da apresentação da marca: a IKI Mobile pretendia ter uma fábrica de telemóveis em Portugal. Agora o plano conhece novos detalhes com o presidente executivo da empresa, Tito Cardoso, a revelar que Coruche, em Satarém, é a localização escolhida.

A unidade de produção terá uma área total de 25 mil metros quadrados e deverá estar concluída até 2018, como escreve a agência Lusa. “Coruche fica perto do aeroporto [de Lisboa] e também tem acesso à autoestrada”, adiantou o executivo à agência de notícias.

Recentemente em declarações ao TeK, Tito Morais tinha dito que a proximidade com o aeroporto era importante "para facilitar a exportação aérea dos produtos para a América Latina, Médio Oriente e África, mercados onde a empresa pretende apostar a médio prazo, sem esquecer a Ásia e à América do Norte, numa fase posterior".

Para a realização do projeto a IKI Mobile vai candidatar-se aos fundos europeus do programa Portugal 2020, mas a empresa já terá recebido outras propostas de investimento: Paraguai e Turquia mostraram vontade em albergarem as unidades de produção da tecnológica.

“Vamos analisar, são parcerias a ser estudadas, não entramos sozinhos”. Atualmente todos os dispositivos da IKI Mobile são produzidos na China.

Sobre o primeiro mês da marca no mercado nacional Tito Cardoso apenas faz um balanço positivo, dizendo que as vendas estão em linha com o que tinha sido definido.

A marca portuguesa estreou-se oficialmente no dia 17 de novembro, com um portfólio de nove telemóveis e dois relógios inteligentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.