A Inglaterra poderá ser o primeiro país a tornar compulsória a instalação de carregadores para carros elétricos em todas as casas novas. A ideia é preparar o país para a massificação da tecnologia.

Se o projeto-lei for aprovado e implementado na sua versão atual, as empreiteiras terão de instalar pontos de carregamento em todas as casas que construírem, para que os seus habitantes possam carregar os seus veículos elétricos e/ou híbridos em casa. Note que, atualmente, o governo britânico tem já um esquema de financiamento público para a instalação de carregadores domésticos. Até à data, o executivo já comparticipou a montagem de mais de 100 mil aparelhos.

Preferência por carros elétricos já afecta a indústria do petróleo na Noruega
Preferência por carros elétricos já afecta a indústria do petróleo na Noruega
Ver artigo

Na passada semana, o governo investiu 40 milhões de libras em projetos de investigação que vão ser desenvolvidos no sector. Pontos de carregamento sem fios e carregadores públicos ejetáveis são dois dos tópicos sobre os quais as equipas destacadas se vão debruçar.

O documento faz parte de uma estratégia alargada do governo do Reino Unido, chamada Road to Zero, que foi desenhada para atingir objetivo relacionados com a qualidade do ar e as emissões de CO2. Os planos contemplam que, em 2040, a venda de automóveis não elétricos seja proibida e que os veículos à venda tenham de ter uma bateria com autonomia mínima para 80 quilómetros por carregamento.

A autoridade pública para os transportes anunciou também que todos os postos públicos de carregamento terão de aceitar pagamento contactless.

Se os objetivos propostos forem concretizados, o Reino Unido deverá conseguir atingir a neutralidade carbónica em 2050.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.