Os contratos de financiamento no valor de 33 milhões de euros vão ser assinados com entidades reconhecidas pelo Ministério da Economia, no âmbito do Programa Interface, e é feito numa base plurianual. Os valores são garantidos pelo Fundo de Inovação, Transferência de Tecnologia e Economia Circular (FITEC), tendo por base os planos de atividade a três anos a implementar por cada Centro de Interface.

Segundo o ministério da Economia, no total serão disponibilizados cerca de 33 milhões de euros pelo FITEC, como parte de uma estratégia avaliada em mais de 400 milhões de euros que permitira a criação de cerca de 380 postos de trabalho altamente qualificados, num total de 26 entidades, até 2021.

A execução dos planos é acompanhada pela Agência Nacional de Inovação (ANI) que no final dos três anos fará a avaliação do impacto.

O Programa Interface tem como objetivo capacitar os Centros de Interface na sua missão de transferência de tecnologia e de valorização do conhecimento, promovendo dinâmicas colaborativas entre ciência, tecnologia e empresas, bem como a internacionalização da inovação e dos resultados das atividades de I&D.

Este financiamento procura contribuir para uma maior segurança e estabilidade aos Centros de Interface bem como uma maior competitividade a médio e longo prazo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.