Segundo o estudo "Wireless Internet Access over Unlicensed Spectrum: An Alternative to 3G Mobile Data Networks" publicado recentemente pela empresa de consultoria norte americana Pioneer Consulting as receitas globais provenientes da venda de equipamentos sem fios com ligação à Internet deverão aumentar de 3,1 mil milhões de dólares (3,3 mil milhões de euros) em 2002 para 19,1 mil milhões de dólares (20,8 mil milhões de euros) daqui a seis anos.



Quem deverá lucrar com esta acentuada tendência de crescimento serão as empresas fabricantes de componentes e aparelhos sem fios de terceira e quarta geração como, por exemplo, a Nokia, a Cisco e Compaq, que recentemente fundiu-se com a Hewlett-Packard.



Segundo este relatório, os próximos anos serão determinantes para o crescimento do mercado de acesso sem fios à Internet, à medida que as empresas de telecomunicações móveis, fornecedores de acesso wireless e operadores fixos forem desenvolvendo novas tecnologias baseadas nas redes de 2.5G, 3G e nas redes locais sem fios baseadas no protocolo 802.11b, "a" e "g", bem como em padrões HIPERLAN de 4G.



Desta forma, as receitas dos fornecedores de serviços de acesso à Net sem fios deverão crescer de 1 milhar de milhão de dólares (1,088 mil milhões de euros) estimados para este ano, para 18,4 mil milhões de dólares (20 mil milhões de euros) em 2008.



De acordo com a Pioneer Consulting, a quebra nos custos dos equipamentos, acrescida à maior variedade de serviços de banda larga, acesso a Intranets empresariais e a centralização em áreas de maior tráfego vai ajudar as empresas de 4G a vingar.



Notícias Relacionadas:

2002-04-12 - Receitas de mercado WLAN crescem 34,5% face a 2000

2001-11-29 - Analysys prevê 20 milhões de utilizadores europeus de WLANS públicas em 2006

2001-06-19 - Quarta geração de comunicações móveis chega ao Japão em 2010

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.