As expectativas do mercado poderiam estar demasiado altas, mas os resultados financeiros da Apple no último trimestre do ano voltaram a desiludir os analistas, o que penalizou fortemente as ações da empresa e levou a uma queda de 10% do valor em bolsa que pode custar à companhia a posição de empresa mais valiosa do mundo que tinha conquistado no ano passado.

Os resultados apresentados ontem apontam para receitas de 54,5 mil milhões de dólares e lucros de 13,1 mil milhões, com as vendas do iPhone e do iPad a baterem novos recordes, chegando aos 47,8 e aos 22,9 milhões, respetivamente. Mas os analistas tinham colocado a fasquia mais alta e esperavam resultados na ordem dos 54,7 mil milhões de dólares e vendas acima dos 50 milhões para o smartphone topo de gama.

Como era já esperado, o facto de não ter superado ou atingido as expectativas dos analistas provocou uma queda das ações em bolsa, mas desta vez o impacto foi significativo e ultrapassou perdas de 10%, numa quebra do valor de mercado da empresa acima dos 50 mil milhões de dólares, quase equivalente ao valor combinado da HP e da Dell. As ações ficaram cotadas a 463 dólares no período depois do fecho do mercado.

No terceiro trimestre foram vendidos 47,8 milhões de iPhones, batendo mais um recorde de vendas face aos 37 milhões do ano anterior. Também os iPods voltaram a ultrapassar os números do ano anterior, com 22,9 milhões vendidos face aos 15,4 milhões de 2011.

Mas nem todos os números são positivos. As vendas de computadores Mac baixaram para 4,1 milhões quando no ano passado a empresa tinha vendido 5,2 milhões, e os iPads continuam a perder terreno, baixando o número de unidades vendidas para os 12,7 milhões face aos 15,4 milhões colocados no mercado no mesmo período de 2011.

Segundo o comunicado da Apple, as vendas internacionais já representam mais de 61% do total, e a China está a revelar-se um dos grandes impulsionadores das vendas, com as receitas na região a chegarem aos 7,3 mil milhões de dólares.

Para o segundo trimestre fiscal de 2013, e o primeiro do ano, a Apple apresentou uma previsão de vendas de 41 a 43 mil milhões de dólares, sem avançar expectativas de lucro.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Nota da Redação: Foi feita uma correção no 4º parágrafo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.