O processo que opôs a Apple e a Samsung nos Estados Unidos por alegada violação de patentes não voltou à estaca zero mas sofreu um revés importante na sexta feira passada quando a juíza Lucy Koh decidiu marcar uma nova data de julgamento e reduzir a indemnização para quase metade do valor inicialmente definido.

Segundo a juíza, o cálculo da indemnização que a Samsung deveria pagar à Apple por violar patentes com os seus produtos foi mal feito, pelo que o valor já não será de mil milhões de dólares. Enquanto não se consegue um novo cálculo a juíza avançou já o valor de 600 milhões de dólares que considera um montante mais justo.

A decisão de 25 de agosto de 2012 considerava que a Samsung tinha violado seis patentes da Apple com os seus smartphones e tablets da linha Galaxy. O julgamento tinha-se prolongado por vários meses e a decisão foi tomada por um júri de nove elementos.

Apesar de milionária, a indemnização foi calculada bastante abaixo do pedido inicial da Apple, que se cifrava em 2,5 mil milhões de dólares. Já em Setembro a empresa de Cupertino tinha solicitado uma revisão em alta do valor, exigindo mais 707 milhões de dólares.

A decisão aplicou uma das maiores indemnizações de sempre por violação de patentes e foi uma das mais polémicas dentro da guerra de patentes que as duas empresas mantêm em vários países, com acusações cruzadas e onde os resultados não têm sido sempre no mesmo sentido.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.