A Konica Minolta inaugurou oficialmente esta terça-feira, em Lisboa, um novo Innovation Center "multidisciplinar", uma estrutura que reunirá o know-how de equipas locais e internacionais, com o objetivo de responder da melhor forma aos desafios de negócio dos seus clientes.

De forma diferente de vários outros hubs Konica Minolta já existentes na Europa e no resto do mundo, o centro em Portugal é “multidisciplinar”, tendo como objetivo fazer co-inovação com clientes e parceiros em áreas distintas.

“O nosso hub é ‘aberto’”, explicou Vasco Falcão, responsável da empresa para Portugal e Espanha em declarações ao SAPO TEK. “É um centro de co-inovação onde juntamos todas as nossas tecnologias. Podemos ter aqui desde Sensing, IoT ou Preventive Maintenance”, acrescentou. O objetivo é desenvolver soluções, testá-las e colocá-las à disposição dos clientes.

Este trabalho será assegurado em estreita colaboração com instituições académicas, institutos de investigação, empresas parceiras e startups, sublinhou Vasco Falcão. “Vamos juntar peças de puzzles que vêm em caixas diferentes”, referiu como analogia para exemplificar aquilo que se pretende fazer a partir de Portugal.

A escolha do país para a instalação de um dos centros do grupo japonês justifica-se por todos os resultados que a empresa tem conseguido por cá. “Temos sido um dos primeiros mercados onde a Konica Minolta lança as suas ofertas mais inovadoras e com sucesso. A decisão de instalar em Portugal este innovation center é também para premiar essa capacidade de recetividade às novidades”.

A “casa mãe" só financia uma parte do projeto, com o "grosso" do investimento a ficar do lado da sucursal portuguesa. “Era do nosso interesse, do ponto de vista da promoção da marca em Portugal e da retenção de talento, fazermos este investimento”, diz Vasco Falcão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.