A Microsoft terminou o trimestre decorrido entre Julho e Setembro de 2010 com resultados líquidos de 5,4 mil milhões de dólares, num crescimento de 51 por cento face ao mesmo período do ano passado. No mesmo período, a empresa conseguiu melhorar as vendas em 25 por cento, para perto de 16, 2 mil milhões de dólares.


Os dados, que superam as expectativas dos analistas, beneficiam da performance positiva das vendas do Office, do novo Windows 7 e da Xbox, sublinha a empresa.


Das três áreas foi o negócio de videojogos que apresentou um crescimento mais expressivo, com as receitas a crescerem 38 por cento, numa prestação influenciada pelo lançamento da nova versão do jogo Halo, que só no primeiro dia de comercialização rendeu 200 milhões de dólares.


As vendas de produtos Windows aumentaram no período 10 por cento. O negócio associado ao Office cresceu 15 por cento e a área de serviços e software na nuvem aumentou proveitos em 12 por cento.


"Este foi um trimestre excepcional em que se combinou o sólido crescimento da empresa e a continuidade de uma forte procura por parte do consumidor relativamente ao Office 2010, Windows 7, consola Xbox 360 e aos seus jogos", admite Peter Klein, director financeiro de Microsoft, citado em comunicado.



No último trimestre do ano a Microsoft também tem para apresentar - ou consolidar - algumas novidades com potencial para influenciar positivamente os resultados. O novo Windows Phone 7 é um exemplo, assim como o novo dispositivo para o Xbox, o Kinect. Este último ainda não está à venda por cá, mas já tem data de chegada às lojas. Será no próximo dia 10 de Novembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.